A História do Bolo

O bolo é um alimento a base de massa de farinha, geralmente doce e cozido no forno. Os bolos são um dos componentes principais das festas, como as de aniversário e casamento, por vezes ornamentados artisticamente e ocupando o lugar central da mesa.

Além da farinha, que pode ser de trigo, milho, batata, maisena ou qualquer outra fécula, e do adoçante (normalmente açúcar, ou adoçante artificial, para os diabéticos poderem comê-lo), os bolos podem levar ainda um tipo de ingrediente aglutinante, geralmente ovos, glúten ou amido, uma gordura que pode ser manteiga, margarina ou óleo e um líquido, que pode ser leite, água ou sumo de frutos.

Geralmente os bolos são decorados com uma cobertura de pasta americana, chocolate, glacê real, creme de manteiga (buttercream) ou chantilly e alguns ornamentos artificiais, que podem ou não ser comestíveis (os noivos de um bolo de casamento são muitas vezes de plástico ou biscuit). Os bolos podem ainda levar doce de leite, marshmallow, massa folhada ou outra guloseima.

O Surgimento do Bolo

Acredita-se que a elaboração de bolos exista desde o Egito Antigo na forma de pães adoçados com xarope de frutas, tâmaras e passas.

Os antigos gregos e romanos o aperfeiçoaram, Nero, por exemplo, os apreciava. A real diferença entre pães e bolos só veio a ser caracterizada durante o Renascimento. A denominação teria vindo de bola e os bolos teriam formas associadas a lua.

O Primeiro Bolo de Andares

O primeiro bolo alto, de andares, teria sido feito para o casamento de Catarina de Médici com Henrique II da França em 1533. Em 1568 na Alemanha, no casamento de Guilherme da Baviera com Renata de Lorena (França), o bolo tinha mais de 3 metros da altura e dele saiu Ferdinando da Áustria.

No reinado da Rainha Vitória I do Reino Unido houve muitas festas com bolos de até 200 kg com 2 metros de altura.

Veja abaixo o vídeo com alguns dos nossos lindos e deliciosos bolos